segunda-feira, Janeiro 18, 2010

Festival do Rhône - Weingut Fritz Haag & Douro Boys

Este sábado e domingo tive dos dias mais fantásticos da minha vida de enófilo.

Conheci um dos meus produtores preferidos.

Foi muito emocionante poder trocar experiências e emoções e acima de tudo ouvir o que Wilhelm Haag tem para nos contar.

Reconheço que cometi um erro gravíssimo para qualquer enófilo em não ter provado quase nada dos vinhos dos 16 produtores do Rhône que estavam no excelente e memorável evento organizado pela Niepoort, mas o meu coração, a minha alma não me deixava perder a oportunidade de aprofundar e ouvir todas as pequeninas palavras que o grande Haag dizia.

Tenho com muito orgulho, uma garrafa do seu Auslese Juffer Sonnehur GoldKapsel autografada(vazia infelizmente). Parecia uma criança a pedir um autógrafo ao Cristiano Ronaldo, mas não tive vergonha nenhuma de o fazer.

Haag faz, no meu entender, os melhores vinhos brancos do mundo. Frescos, delicados, leves, muito austeros e minerais. Profundos e sensíveis. São vinhos absolutamente apaixonantes, viciantes e assustadoramente perfeitos.

Ao Haag, o meu muito obrigado pela felicidade que me ofereceu.

PS - Além dos vinhos em prova, bebi no jantar de sábado em magnum o Fritz Haag Juffer Sonnehur Auslese 2001.... do outro mundo...