sábado, junho 03, 2006

Quinta das Hidrângeas 2003




O Vinho da Casa deste fim de semana, é um vinho cheio de carácter, no perfil mais robusto que o Douro Vinhateiro pode permitir.
Henrique Tiago Pinto & Filhas, fizeram este vinho Doc com Tinta Amarela, Tinta Barroca, Tinta Roriz e Touriga Franca, apresentando 13,5º, tendo estagiado durante 12 meses em barricas de carvalho francês Allier.

Provado em prova cega, o vinho aparece quase preto na cor, com uns aromas de fruta muido madura, amoras pretas, groselhas, muito mas muito intenso no nariz, com algumas presenças de licor a marcar o nariz, juntamente com boas notas provenientes da madeira, com chocolate e algumas notas de folhas de tabaco.

Na boca o vinho está muito vivo ainda, com os taninos aguerridos, com uma acidez algo elevada, mostrando um bom corpo, fazendo com que a prova se torne um pouco díficil, no entanto com a fruta preta a encher a boca, ficando um final ligeiramente alcoolico, perdendo aqui todos os atributos de vinho "cheio".

Talvez será melhor esperar que o tempo em garrafa trate de afinar este vinho, pois ele mostra grande qualidade no nariz, mas está ainda muito agreste. Só o tempo o dirá, mas a partida poderemos ter no futuro um vinho para uma refeição de carnes vermelhas, ou para acompanhar uns enchidos.

Um vinho feito pra durar.

Nota 15,5

10 comentários:

  1. Isto ainda cheira tudo a apontamentos de aulas lol

    ResponderEliminar
  2. Conjurado8:46 da tarde

    Em que se fundamenta para atribuir as notas finais aos vinhos ? Que parâmetros tem em consideração para tal efeito ?

    ResponderEliminar
  3. Conjurado, pode consultar neste link a sua resposta:

    http://vinhodacasa.blogspot.com/2006/04/prova-e-as-suas-explicaes.html

    ResponderEliminar
  4. José Tomaz de Mello Breyner8:38 da manhã

    Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  6. Conjurado8:22 da tarde

    Sr. Frexou após breve consulta do link que me forneceu fiquei na mesma... repetindo a questão, gostava se saber quais os parâmetros que coloca em causa para avaliar um determinado vinho e como chega às suas notas finais ?

    ResponderEliminar
  7. Conjurado, não estamos de facto em sintonia...

    Os parâmetros que tento avaliar, pois não sou nenhum expert na matéria, são:
    Cor e Concentração
    Aromas
    Comportamento dos taninos na boca
    Paladar
    Corpo
    Acidez
    Estrutura
    Final de boca

    As notas são colocadas de acordo com a escala que elaborei.
    Espero, que com o tempo vá aperfeiçoando a minha técnica de prova.

    Para concluír, não se esqueça que eu apenas tenho 21 anos, e estou a começar...
    Compreendo que por vezes as notas possam não corresponder ao que os críticos dizem.
    Mas eu tento colocá-las de acordo com os meus sentimentos e com a dita escala.
    Não está perante notas de prova profissionais.

    ResponderEliminar
  8. Queixam-se sempre que os jovens não se interessam pelo vinho. Quando um abre um blog e se dedica a ele lhe caiem em cima....não consigo entender alguns produtores....

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.