segunda-feira, julho 02, 2007

Fagote 2001

6 anos já lá vão desde 2001...
Provar um vinho tinto de gama média do Douro de 2001, pode ser segundo muitas opiniões, algo arriscado. Dizem que os vinhos do Douro não têm longevidade, e que até já há muitos topos de gama de 2000 e 2001 que estão acabados.
Este Fagote de 2001, foi feito com Tinta Roriz, Touriga Franca, Touriga Nacional e Tinta Barroca e um estágio de 12 meses em barricas de carvalho francês.

Com 13%Vol mostra uma cor ainda bem carregada nos tons granados, com ligeira evolução no anel do copo.
No nariz, austero e cheio de raça, com um perfl marcadamente mineral e com ligeiros toques vegetais. Notas de chocolate, erva seca, pinheiro trazendo algum rusticidade ao conjunto. A fruta está em segundo plano, mas bem densa, com ameixa e frutos pretos. O aroma, evoluído, está claramente muito equilibrado, mostrando a madeira em perfeita sintonia, com folhas de tabaco e alguma tosta ligeira.

Na boca, suave e redondo nas notas frutadas, com taninos maduros mas completamente amaciados. Bem evoluido, forrando o palato com alguma cremosidade, notas fumadas e minerais. A acidez mediana suporta toda a estrutura, onde se nota uma vez mais a boa concentração e a boa maturação. Fresco q.b., onde açucar residual quase não se vê, sem qualquer ponto enjoativo. O final de boca é ameno, com bom comprimento, ligeiramente seco e apostando nas notas de tabaco. O vinho está perfeito para ser consumido neste momento e dá muito prazer a bebê-lo. O tempo deu-lhe alguma classe e harmonia. É comprar e beber, pelo preço vale bem a pena.

Nota 16,5
Preço 7,50 Euros

1 comentário:

  1. Filipe Sousa4:15 da manhã

    Bibi este vinho vinho há umas semanas. Concordo integralmente com a descrição (e a adjectivação...), mas baixaria a classificação para 15.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.